PRECE LEIGA

Por: Francine S. C. Camargo - 20:03


Hoje é o meu silêncio que suplica, consumido pelos gritos que não soube emitir. Embora laica, muito tenho a reivindicar, pretender e soluçar. Mas me curvo, novata, em prece de gratidão e é o meu coração a ecoar e falar por mim.


 Agradeço pelos melhores dias, às grandes descobertas, aos momentos de iluminação e aos sopros ao ouvido que vêm me ser companhia, como faíscas de inspiração.

 Agradeço pelas horas de desespero, por não encontrar saídas, soluções, por me ver sem recursos, pois quanto mais perdida estiver, mais intenso será o reencontro; quanto mais fundo me esconder, mais necessário será o abraço no regresso; quanto mais profunda for a dor, mais amor caberá no rasgo que ela deixar.

 Agradeço a quem confiou a mim as suas incertezas ou resoluções; a quem me povoou de sorrisos e me fez sorrir junto; a quem me enfeitou de elogios ou sugeriu novos caminhos; a quem deu espaço para que eu caminhasse ao seu lado, concordando com minhas palavras ou admitindo a minha quietude; a quem segurou minha mão e deixou um toque de amor, sem nada em troca.

 Agradeço a todas as flores que se abriram, a todas as gotas de chuva que vieram irrigar, a todos os ventos que sussurraram em meus ouvidos, contornando a solidão, às folhas que caíram em realização, mostrando que todos os dias podem ser de primavera, desde que se saiba onde procurá-la.

 Agradeço ao meu corpo que, independente das falhas que já ocorreram ou acontecerão, traz tudo de que preciso: prazer, liberdade e vida. E há vida em cada poro e paixão em cada lugar para onde ele me leve.

 Agradeço aos sonhos que me norteiam, sem eles eu não saberia voar, sem eles eu não saberia pousar e tecer moradias em terra, sem eles vagaria a esmo, sem pressa de estar em nenhum canto, e por eles quero atingir o outro, o novo, o mais.

 Agradeço pelas lembranças que carrego comigo, tudo que me faz rir e chorar por ser emoção colada na gente; agradeço ao passado que não volta, mas que cumpriu sua função de ter plantado suas sementes ontem e que continua cumprindo sua função de referência, ao me lembrar que, não importam as intempéries, só há um sentido para se andar e a seta é clara: para frente.

 Agradeço aos erros desse mesmo passado, aos arrependimentos pelo feito e pelo não feito: não posso voltar e mudar a trajetória, mas nem por isso meu hoje deva ser de sombras, qualquer dia é tempo de fazer melhor, mesmo que demore para que certas mágoas se desvaneçam.

 Agradeço por ter sido olhada, notada, e não somente vista feito um vulto na multidão; por ter podido desnudar a alma em palavras, lágrimas ou somente num olhar; agradeço por ter conseguido ser eu e justamente aqui me entrego, aprendiz, nessa prece leiga.

Se você gostou também vai gostar de:

22 comentários

  1. Nossa, esse texto é bom profundo, nos faz refletir sobre algumas coisas que fizemos no passado e se valeram a pena. Viajei muito durante a leitura e até salvei no meu pc para imprimir e colar no meu mural aqui do quarto junto com outro do mesmo estilo.

    Gustavo
    http://www.leituraenigmatica.com

    ResponderExcluir
  2. Adorei o texto, muito reflexivo e me identifiquei bastante. Gostei da parte do passado de que ele não volta mais, mas que ele plantou sementes. Às vezes dizemos que queríamos voltar no passado para mudar algo, mas tudo o que passamos é um aprendizado.
    beijos

    ResponderExcluir
  3. Oi! Achei seu texto muito bom e reflexivo. A gente raramente realmente agradece pelo o que temos e pelo o que passamos, né, acho muito importante sermos lúcidos nisso e percebemos que o que passou, passou, e deixou uma marca e nos fez crescer e nos trará alguma coisa depois. Abraços :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grande abraço, Vitória. E que a gente se lembre de agradecer mais, não importa para quem ou pelo quê.

      Excluir
  4. Seus textos são sempre incriveis, nós nem sempre temos o hábito de agradecer, estamos acostumados a pedir, sempre pedir, nunca notar o quanto já recebemos e devemos ser gratos, esse texto me fez repensar sobre muitas coisas, obrigada!

    ResponderExcluir
  5. Oiiiii,

    Adorei o texto!! Meio que joga na nossa cara as pequenas e importantes coisas que nós fazem ser como somos e pelas quais não damos o devido valor e nem agradecemos. Gostei bastante e parabéns pelo texto.

    Beijinhos...
    http://www.paraisoliterario.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aninha! Obrigada, mas não era para jogar nada na cara, não...hehehehe...mas só para levantar uma lampadinha para a gente não se esquecer de agradecer cada detalhe do caminho. Beijinhos.

      Excluir
  6. Olá,

    Esse texto mexeu bastante comigo, estou num momento turbulento em que saber ser grata pelo o que tenho, tem sido difícil, mas que alivio foi fazer essa leitura, me lembrar que tenho muito a agradecer. Parabéns!

    Beijos,
    oculoselivrosblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Thayenne, que bom poder mexer com sentimentos de forma construtiva, acho que esse é o propósito, descobrirmos juntos formas de melhorar a vida, de olhar de forma diferente para dentro e para fora. Beijão.

      Excluir
  7. Texto perfeito como sempre, Francine!

    É difícil. Agradecer por muito. Sei que devemos ser sempre gratos, pois viver é um privilégio. Mas quando penso em certos momentos do passado, de coisas ou pessoas que não voltam mais, não sinto vontade de agradecer por isso, embora muitas das coisas que tenham dado errado tenham sido por minha própria culpa.

    Mas agradeço a Deus por respirar. Por viver. Por todas as oportunidades que Ele me deu e segue dando. Ele é meu tudo.

    Bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Luna querida, obrigada! Não agradeça a um passado que te fez mal, mas sim à capacidade que tem hoje de reconhecer que tudo isso ficou para trás. Grande beijo.

      Excluir
  8. Oie!
    Que linda prece! Um texto que com certeza, me fez pensar em tudo o que tenho agradecer, ainda mais naqueles pequenos detalhes que não prestamos a atenção.
    Um texto perfeito, adorei o que me fez pensar. Muito lindo!
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  9. Meu deus que texto mais lindo. a gratidão é uma das coisas mais lindas que existe e esse texto demonstrou muito bem isso. É comum no dia a dia corrido esquecermos de agradecer, mas é alto tão importante e parece q quanto mais agradecemos mais recebemos em troca do universo.
    Parabéns pelo texto.

    ;D
    Nelmaliana Oliveira

    ResponderExcluir
  10. Olá... minha nossa que texto mais incrível! Conforme eu lia, ficava pensando sobre o meu passado e as suas palavras.

    Incrível, meus sinceros parabéns.

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mayara querida, espero que essas lembranças do seu passado tenham te trazido alegria, assim como você trouxe a mim em seu comentário. Obrigada pelo carinho. Beijos.

      Excluir
  11. É muita maturidade entender as sementes do passado no nosso presente e futuro, nem todas são boas, mas sabemos que somos responsáveis por cada escolha ou omissão.
    Adorei o texto.
    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Difícil, né, mas acredito que a gente entenda tudo isso um dia. Beijão, Ivi, obrigada.

      Excluir

Deixe sua opinião para nós do Refúgio Literário