Destaques

CONHEÇA "IR TAMBÉM É FICAR" COLETÂNEA ORGANIZADA POR VANESSA BRUNT

Por Adriano Silva •
quarta-feira, 20 de maio de 2020

TÍTULO: Ir Também é Ficar
ANO DE LANÇAMENTO: 2019
EDITORA: Penalux
NUMERO DE PAGINAS : 110
DISPONÍVEL PARA COMPRA EM:AmazonEditora Penalux

A primeira coisa que tenho a dizer antes de iniciar essa resenha é que este livro da Editora Penaluxo (ops! Quis dizer Penalux!) é maravilhoso, não somente pela capa em tom azul, mas como a sempre diagramação impecável e a revisão absolutamente perfeita.
Depois dessa seda toda rasgada, vamos aos fatos, ou melhor dizendo, ao livro Organizado pela Vanessa Brunt. “Ir Também é Ficar” traz 6 autores e 6 tramas interligadas nas linhas invisíveis das relações humanas.


O primeiro conto, que leva o título do livro, escrito pela organizadora, Vanessa Brunt, é um grito de o que estamos fazendo para nos tornarmos memoráveis. A narrativa é construída de forma bem artesanal, o que gosto muito, alimenta um texto mais intimista e que com toda certeza imprime a personalidade da autora nas personagens. A autora criou também uma trama com várias divisões nos subcapítulos, achei arriscado e que deixou o texto muito longo, mas de fato surpreende pela ousadia e qualidade. Ponto para Brunt!

Elizza Barreto, do conto; “Não esqueça a nanquim vermelha”, leia esse título em voz alta. Não é gostosa essa frase? Sim, é perfeita! O texto é assim como o título, gostoso de se ler e com uma carga emotiva bem carregada. Equilibrou bastante o texto anterior de Brunt e com toda certeza foi aquela cerejinha no bolo. Iniciar um conto com “Giulia não entende nada. Nem mesmo como consegue carregar tantos pesos nas costas em todas as viagens.” Sinceramente? Já sou fã da autora! Os diálogos são crus. Sabe aquele cru bem escrito, bem fala mesmo informal? Pois é! Lindo demais e é um conto mega curto.


Evanilton Gonçalves. Esse autor, queria ler a lista de compras desse rapaz. Definitivamente é aquele escritor que quando a gente termina de ler “Um passo: Toda uma vida” ficamos pensando “por que essa criatura não escreveu mais e mais desse conto?”. Mas temos de nos contentar apenas com a frase que fecha seu conto “dois segundos que duraram o infinito”.

Fiquei pensando por quase 1 hora o que eu poderia escrever sobre o conto “Amor de Puta” do Matheus Peleteiro. Primeiro ponto positivo do autor foi para esse título que choca, mas no texto...ele choca muito mais ao destrinchar o amor de uma marginalizada com um homem de classe social diferente e de alto nível...Matheus, você está me lendo aqui? Tu és um escritor nato, quero um livro todo teu com esse conto desenvolvido!

Eu realmente fiquei impressionado com as conexões que foram realizadas entre os textos. Isso não é fácil de se construir e se leva bastante tempo. Todos os autores conseguem surpreender nessa espécie de desafio organizado por Vanessa Brunt.

Recomendo a leitura para ontem de “Ir também é ficar”, pela qualidade literária, pela ousadia e pela junção de tantos autores incríveis, o que é difícil de acontecer, geralmente um autor destoa dos outros, um conto fica menos desenvolvido, mas não aqui. Ótimo e memorável!

 SINOPSE PELA EDITORA:

Até que ponto podemos mesmo ir embora? As bases das tramas curtas de seis autores que são relevantes para a nova geração se interligam ao trazer reflexões aprofundadas sobre tal indagação. Em cada página, estão personagens com diferentes formas de enxergar o mundo, assim como metáforas que criticam aspectos dos relacionamentos humanos atuais em suas várias formas. A leveza do amor, a urgência do romance, o peso da traição e a quebra das banalidades andam de mãos dadas nas entrelinhas dos contos de Evanilton Gonçalves, Edgard Abbehusen, Mariana Paiva, Matheus Peleteiro, Elizza Barreto e Vanessa Brunt. Com críticas sociais de diversos escalões, esta é uma obra que faz ode aos que se indignam com as inversões de culpas sociais. Indo de uma distopia até os pontos mais literais do passado e presente, este livro é feito para quem sabe que uma vez que entramos, nunca mais podemos ir.  




Até a próxima Resenha!

Comentários via Facebook

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe sua opinião para nós do Refúgio Literário

Publicidade

iunique studio criativo

Instagram

© Refúgio Literário – Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in