NO SOFÁ | CRÍTICA: O QUE TERÁ ACONTECIDO COM BABY JANE? (1962)

Por: Pedro Fontes - 21:38

Imagem autoral


Imagine a seguinte situação: você tinha uma irmã que era sucesso quando vocês eram crianças bem pequenas. Com o passar do tempo, você cresce e ascende à uma carreira e sua irmã fica velha e esquecida pelo público e um acidente muda a vida de vocês duas que são obrigadas a ficarem confinadas numa casa pelo resto da vida. E AÍ, O QUE VOCÊ FARIA?
Já deu pra ter uma ideia ne? Então nesta quarta-feira vamos falar sobre essa história incrível e que poucas pessoas conhecem.
O Que Terá Acontecido com Baby Jane? é um suspense que fez um sucesso estrondoso na época que foi lançado (1962) e que ainda tem um pouco de reconhecimento pelo trabalho do diretor Robert Aldrich e principalmente pelas suas atrizes femininas. Neste filme, temos em primeira mão Baby Jane (Bette Davis) uma menina fofíssima que cantava com o pai sempre em suas apresentações musicais nos palcos pela cidade. Baby Jane era um sucesso estrondoso. A menina era linda, educada, carismática no seu tempo e cantava muito bem. Uma de suas músicas mais cantadas era “Eu escrevi uma carta a papai”. Enquanto isso tínhamos nos bastidores Blanche Hudson (Joan Crawford) a irmã que era deixada de lado enquanto Jane fazia sucesso.


Bette Davis e Joan Crawford, respectivamente.

Com o passar do tempo, as duas garotas se tornaram mulheres. Baby Jane foi esquecida e se tornou Jane Hudson. Ninguém gostava de a contratar como atriz por ela ter um temperamento difícil de lidar, mas era obrigada a ser contratada por causa de Blanche, que havia se tornado uma atriz de sucesso por seus maravilhosos filmes de romance.


 Julie Allred (Baby Jane), Gina Gillespie (Blanche Hudson - criança), Bette Davis (Jane Hudson) e Joan Crawford (Blanche Hudson)

Certa noite, aconteceu a reviravolta que ninguém imaginava. Blanche sofreu um acidente de carro e todas as pessoas acusavam Jane, simplesmente por ela ter inveja e raiva do sucesso da irmã enquanto ela era esquecida e largada para trás. Blanche acabou ficando na cadeira de rodas e Jane foi obrigada a cuidar – muito mal por sinal – da pobre irmã quase inválida. O que esse filme mostra é a relação abusiva e com ausência de afeto e empatia que Jane tem com Blanche e ela ainda está disposta a tudo para voltar ao palco, mesmo que tenha que passar por cima da própria irmã.


Cena do filme

Uma curiosidade peculiar e muito interessante é que Bette Davis e Joan Crawford eram, na vida real, inimigas MESMO! POIS É BOYS AND GIRLS! Quando Bette Davis fora contratada e soube da história, perguntaram-na quem poderia contracenar com ela e na mesma hora ela pensou em Joan, justamente por elas não se darem bem uma com a outra na vida. Então pensem bem! Você contracenando com a pessoa que você mais odeia na face deste planeta inteirinho! Hahahaha chega a dar medo e ser engraçado também.


Bette Davis e Joan Crawford (respectivamente)

A melhor parte desse filme é que ele tem dois plot twists maravilhosos. O primeiro sobre o acidente terrível de Blanche e o segundo, cujo não contarei para não dar spoilers, mas ele vai te dar um TIRO – e eu não disse onde. É o tipo de filme “mindblowing”.


Capa do filme

Outra curiosidade importante desse filme. O Que Terá Acontecido a Baby Jane? é um livro escrito por Henry Farrell que fora lançado em 1960. Era um livro que estava há décadas fora de catálogo do Brasil e depois dos lançamentos maravilhosos de Psicose, Menina Má, Ted Bundy entre outros, a editora Darkside Books – a melhor editora de livros de terror diga-se de passagem – resolveu trazer esse clássico maravilhoso e desaparecido de volta ao Brasil, que também fora um grande pedido dos fãs. A Darkside Books realizou esse desejo e fez uma edição belíssima desse livro e o lançou este ano mesmo. Então agora vocês podem ler o livro e posteriormente conferir o filme.


Henry Farrell, autor de "O Que Terá Acontecido a Baby Jane?"

Modéstia parte, se eu fosse vocês preparavam as pipocas, as bebidas, chamem os amigos porque é um filme que vale a pena ver em conjunto e conferir essa história maravilhosa e aterrorizante. As aparências enganam. E COMO ELAS ENGANAM! (Risada do mal)


À esquerda: O livro lançado por Henry Farrell em 1960 e à direita, o livro lançado pela Darkside Books em 2019 no Brasil






Se você gostou também vai gostar de:

2 comentários

  1. Antigo, com actrizes conhecidas, quem sabe eu Leia ainda o livro. Gosto imenso dos temas que Refugio Literario apresentam ,seja em livro ou de filmes.
    Obrigado por me mencionar e eu adoro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou. Fica com a gente que vai ter outras dicas maravilhosas! :D

      Excluir

Deixe sua opinião para nós do Refúgio Literário