O BEATO DO SERTÃO, A BATALHA DE CANUDOS É O PANO DE FUNDO DO ROMANCE WILLIAM RIBEIRO

Por: Salvattore Mairton - 20:44


Titulo: O Matador e o Peregrino
Autor: Willian Ribeiro
Páginas: 263
Editora: Verlidelas
Onde Comprar: Verlidelas

*Livro Recebido em Parceria com a Editora


Brutalidade e desespero assolam Jeremoabo. Em fuga, o garoto Cosme Cutia se arrisca pelas perigosas trilhas do sertão baiano, guiado somente pelo instinto apurado e pelas palavras proféticas de seu pai. Solitário e destemido, recomeça a vida incerta nas ruínas de uma grande fazenda abandonada. Lá, encontra refúgio para o corpo e a alma quando se depara com a figura sombria de um velho peregrino, um homem “santo”, mas capaz de carregar consigo a paz e a guerra. 






Em um sertão castigado e comandado por coronéis, surge alguém que se torna um santo para aquele povo sofrido e castigado: o beato Antonio Conselheiro. Quem nunca escutou na escola sobre a batalha de Canudos? De como somente um grande exercito conseguiu vencer os sertanejos? Então, este é o pano de fundo do lançamento da Verlidelas Editora, com autoria de Willian Ribeiro, a obra O Matador e o Peregrino.

Durante toda a obra, o autor busca viajar na mente daqueles personagens, e mesmo que narrado em terceira pessoa, consegue trazer a profundidade e fé de cada um por uma vida abençoada. Em Canudos, o beato constrói uma comunidade onde reina a esperança de tempos melhores e consegue dar para aquelas pessoas um pouco de acalento, mesmo que a miséria continue. 

Cosme Cutia foge de uma chacina pelo meio do sertão, e acaba se tornando um dos principais defensores do Conselheiro, ou resumindo, por aquele homem ele seria capaz de tudo, inclusive matar, ou melhor, principalmente matar.



Willian traz ao seu leitor um romance histórico, que consegue ensinar ao mesmo tempo que vem para entretê. Quem ainda não conhece profundamente sobre Canudos, terá a oportunidade de fazer isso enquanto se envolve com os dramas e diversidades dos sertanejos e religiosos que compõe este ambiente. O autor consegue trazer o mais intimo de cada sertanejo, soldado ou religioso que precisa descrever, a mesma maestria ele tem ao nos levar para o sertão de tal forma, que imaginamos cada espaço que é narrado.

Durante a leitura o leitor conseguirá perceber o quão aquele romance nos leva pela história do Brasil, de tempos em que Coronéis eram os poderosos nos sertões. Indico esta leitor para aquele leitor que busca uma leitura com algum diferencial de outros lançamentos atuais. O Matador e o Peregrino foi feito para ser degustado enquanto nos apaixonamos por aqueles personagens e aprendemos sobre nossa própria história.

A diagramação da Verlidelas segue a mesma de suas obras lançadas até aqui, folhas amareladas e ilustrações entre os capítulos. São 263 capítulos de muita aventura, drama e gana pela vida e santidade.

Se você gostou também vai gostar de:

5 comentários

  1. Olá, Mairton.

    É um bom livro para quem gosta ou quer obter conhecimento a respeito do passado aonde terras eram comandadas por coronéis. Infelizmente não é o tipo de leitura que me agrada, dessa vez passarei a dica!

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Gostei bastante das suas considerações sobre essa obra. Ainda não conhecia, mas saber que se passa em parte da nossa história e que está envolvente, me deixou curiosa.
    Uma dica que vale a pena colocar na lista de leituras.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  3. Não conhecia o livro e gostei de saber que o pano de fundo é uma batalha real. Amo história e adoro aprender mais dentro dos livros de ficção, então fiquei bem curiosa pela trama. Gostei dos seus comentários acerca do livro.

    Beijos, Gabi
    Reino da Loucura | Instagram

    ResponderExcluir
  4. Oi, obrigada por me apresentar a esse livro. Achei muito interessante o fato de ter como base um fato que realmente aconteceu na História do nosso país.

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião para nós do Refúgio Literário