O AMOR EM SUA FORMA MAIS BONITA

Por: Leandro Salgentelli - 14:06

Hoje abri espaço dessa coluna para compartilhar um texto tocante de um grande amigo. Leandro Rissi me lembra Rubem Braga, que tinha uma sensibilidade aguçada e que conseguia nos pegar pela mão e mostrar o quanto a vida é incrível e surpreendente. Leandro, explore sua sensibilidade extravagante. Que bom que o amor te encontrou e que o acolheu. 


É incrível como muitas coisas acontecem em nossas vidas, alguns rumos que tomam, caminhos que temos que seguir sem saber ao certo o que fazer... infelizmente ou não, temos de tomar decisões cegas, ter consciência que poderemos nos arrepender ou sentir em paz por ter feito o certo – a verdade é que chego a pensar ser injusto.

Eu pedi por quase todas as noites para que pudesse me apaixonar novamente, sentir em meu coração um pulsar mais forte, a possibilidade de sonhar e fazer lindos planos – porque acredito que só conseguimos ir tão além quando estamos apaixonados. O amor traz essa liberdade de sonhar, fazer histórias felizes em uma noite longa, dentro de um abraço aconchegante daquele que passou a fazer seus dias diferente.

É bonito como em silêncio o amor chega, mas faz um escândalo dentro da gente, não é mesmo? O amor traz consigo diversos sentimentos, como brindes em um saquinho de surpresa.

Arrisco dizer que o amor é como a primavera, que chega como o florescer de bonitas e coloridas flores enfeitando lugares, que não sabemos se são passageiras, que podem cair em alguns dias, semanas e levar um tempo para que floresça novamente, persiste em manter seu perfume e sua beleza mesmo diante dos tempos ruins de muita chuva ou seca, espécies que aprendem a moldar e suportar aquilo que é diferente do que já acostumou.

O amor te faz ficar bobo, muda seu olhar e o presenteia com um novo brilho – é o melhor rejuvenescedor natural, capaz também de lhe tirar sorrisos longos e bonitos. O amor é um artista dentro de você, que pinta novos sentimentos em cores e formas infinitas, faz ver o mundo dos mais diferentes ângulos.

Ouvi dizer, certa vez, que é como olhar através dos olhos do coração – e isso se tornou para mim a forma mais bonita e delicada de olhar para tudo à minha volta.

O amor cura, transcende, revigora, muda, traz coragem, força e alegria.

Hoje quis mostrar o amor em sua forma mais bonita, sem escrever nada em que mostre tudo aquilo que ele pode levar se um dia for embora. Espero que encontre um amor, que floresça, que cuide e que o mantenha mesmo nos dias escuros e ruins para que ele viva em todas as estações.

Rissi, Leandro - São Paulo – 21 de setembro de 2019

Se você gostou também vai gostar de:

1 comentários

Deixe sua opinião para nós do Refúgio Literário