MUDAR

Por: Leandro Salgentelli - 13:06


  
Qual o significado de mudança pra você? Pensar em mudar gera algum incomodo, certa indisposição? Enumere aí as coisas que você tem vontade de fazer, mas não faz porque vai exigir muito folego. Mudar de país? Abrir mão de um casamento que foi lindo enquanto durou? Mudar de emprego? De casa? Abrir um negócio?

A palavra mudança alguns anos atrás me causava arrepio, cheguei a comenta o fato com uma psicóloga que logo me orientou a mudar nas pequenas coisas: usar uma roupa que jamais usaria, pintar o cabelo, mudar de hábitos, mas de certo estava dizendo que, para mudar, é necessário que se comece por dentro.

Até hoje não consigo mensurar o quanto aquela conversa transformou minha vida. Porque de lá pra cá, abri a janela e pulei. Troquei minhas certezas preestabelecidas pelas dúvidas. Passei a encarar tudo aquilo que me causava aversão. Para tudo aquilo que me causava certo estranhamento respondia: por que não?

Atravessei várias cidades altas horas da noite por causa de uma paixão, fiz sexo no carro numa rua movimentada, beijei escondido, fiz declaração de amor numa sexta-feira qualquer. Chorei pelo fim de relacionamento que não chegou a durar um inverno. Mudei de emprego, de casa, de corpo.

E mesmo que essas “loucuras” todas soem como promiscuidade, a mim fez o efeito contrário: passei a conhecer afinco a minha própria intimidade. Meu corpo, meu ser passou a ter mais inteireza, mais autenticidade.

Essas mudanças também movimentaram o meu cotidiano nas suas pequenas particularidades. Passei a dispensar amizades tóxicas, a frequentar menos os infortúnios. A cada comentário sobre este que me tornei ouvia por educação, dizia um “tá bom, obrigado” e seguia em frente.

Mudar não é ser displicente, irresponsável, mas é permitir vir à tona o verdadeiro eu. Aquele que não está disposto a seguir o script, aquele que troca a mise-en-scène por uma reclusão num sábado à noite. Aquele que não está a fim de conversa fiada, piada sem graça, maldade alheia.

Mudar pode ser difícil. E é. Mas é a mudança que redimensiona nosso horizonte, que diminui nossa ignorância e que nos coloca em contato com aquele que não negocia a autenticidade. 

Está pensando em mudar de país? De abrir um negócio? Se arriscar no desconhecido? Que sua família não me ouça: se joga e divirta-se. O que a gente leva daqui é a aventura, e a propósito, vida, só temos uma.

Se você gostou também vai gostar de:

0 comentários

Deixe sua opinião para nós do Refúgio Literário